terça-feira, 21 de setembro de 2010

_feijoada_cultural_ 5 (Árvores de Queijo)

Olá pessoal...

 
Estamos ai pra mais uma _feijoada_cultural_ lembrando que semana passada eu anunciei que teríamos novidades aqui no blog... Acalmem-se! Não é pra hoje! Eu estou passando por outros blogs e recolhendo as informações necessárias, mas, já posso garantir que essa nova brincadeira que vai rolar aqui é bastante interativa...

 
e agora, sem mais demora, vamos pra a nossa dica_cultural que na verdade hoje, toma o papel de dica_social e notícia! Afinal, eu não sei vocês, mas, eu quando era criança fazia vária apresentações com a cara pintada de verde no dia de hoje. Afinal...

 
Hoje é Dia da Árvore!

 
Então segue as informações abaixo da nossa dica_social na qual hoje tenho o prazer de apresenta-los... eu falo da CARTA ABERTA DE ARTISTAS BRASILEIROS SOBRE A DEVASTAÇÃO DA AMAZÔNIA, o projeto chamado de AMAZÔNIA PARA SEMPRE.

 
 
Veja...
  video
(ahhh... que raiva) tem gente dizendo pra mim no msn que o video ta zuado, imagino que tenha dado pau, então pessoal, é só pelo site mesmo. (que merda! e que bom! afinal existe a tecla de edição das postagens)  vou tentar reparar o arquivo ainda hoje!


O manifestado apresentado é um texto de autoria do ator Juca de Oliveira, com fotografias de Araquém Alcântara e Francisco Carreira. A narração, feita por Torloni e Fasano, é acompanhada pelo Hino Nacional e pela Bachianas Brasileiras Nº 5, de Heitor Villa Lobos. No manifesto, que pode ser lido no site, os artistas afirmam que "a Amazônia não é o pulmão do mundo, mas presta serviços ambientais importantíssimos ao Brasil e ao Planeta. Essa vastidão verde que se estende por mais de cinco milhões de quilômetros quadrados é um lençol térmico engendrado pela natureza para que os raios solares não atinjam o solo, propiciando a vida da mais exuberante floresta da Terra e auxiliando na regulação da temperatura do Planeta".

 
O site ... http://www.amazoniaparasempre.com.br/  e é coordenado pelos artistas Christiane Torloni e Victor Fasano, e conta com a participação de dois petropolitanos, Claudio Gomide, diretor do Teatro Municipal Paulo Gracindo, na produção e administração, e Carlos Eduardo Aschenberger, responsável pelo departamento de informática da Tribuna, na criação e administração do site.

 
Lembrando ainda que, mesmo depois da morte de Chico Mendes e de muitos desconhecidos, a devastação da Floresta Amazônica continua, comprometendo todo ecossistema.

 
 
Então meu povo (me senti um político escrevendo isso), espero que vocês entendam a minha preocupação com nossa fauna e flora não só da Amazônia, mas de todo nosso brasilzão! #ficaadica

 
E agora, pra quem adora, comer árvores e se sente um verdadeiro devastador de hortas! Comemorando o Dia da Árvore; Vem ai nossa Receita de hoje que na verdade será meu jantar (espero que eu não erre como semana passada e tenha que comer pizza de mussarela), a receita é...

 
ÁRVORES DE QUEIJO
(como disse um amigo meu “adoru arvrinha”)

  •  1 maço grande de brócolis
  • 1 maço grande de couve-flor
  • 6 colheres de sopa de manteiga
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 3 xícaras de chá de leite quente
  • 2 xícaras de chá de creme de leite
  • Noz moscada
  • 1 xícara de chá de queijo parmesão ralado
  • 1 xícara de chá de queijo cheddar ralado
  • 2 ovos

 MODO DE PREPARO 
  • Limpe os brócolis e a couve-flor escolhendo apenas as folhas tenras e as flores
  • Lave-o e cozinhe em água fervente por 10 minutos
  • Retire do fogo, escorra-o e passe pela água fria
  • Aperte bem com a escumadeira para retirar toda a água e pique-o em pedaços regulares
  • Aqueça 1 colher de sopa de manteiga e coloque os brócolis e a couve-flor
  • Mexa-o algumas vezes para terminar de secar e depois tempere com o sal e a pimenta
  • Bata os ovos, unte o brócolis e a couve-flor nos ovos e depois nos queijos ralados formando assim uma camada de queijo sobre os legumes, repita o processo 2 vezes uma para cada tipo de queijo.
  • Coloque os legumes já no ponto milanesa dentro de um prato refratário
  • Reserve
  • Prepare o molho branco: leve ao fogo o restante da manteiga com a farinha e mexa bem para obter uma pasta
  • Junte aos poucos o leite e continue mexendo, em fogo baixo para não empelotar
  • Quando o molho já estiver grosso, acrescente o creme de leite e tempere com o sal, a pimenta e a noz-moscada
  • Despeje o molho sobre o brócolis e couve-flor
  • Leve ao forno médio (175º graus) para gratinar, por 15 minutos
  • Sirva a seguir
A dica é acrescentar um ultima camada preferencialmente com outro queijo, tipo provolone, além de ervas finas e fios de azeite antes de assar.

 
Me dispeço de vocês lembrando que teremos novidades ainda essa semana... agora vou-me, vou passar no mercadão municipal, comprar o brócolis e a couve-flor para fazer minhas arvores de queijo...

bom apetite!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

_feijoada_cultural_4 (Bolo de Legumes)

Mil perdões!


Gente, vamos lá, eu assumo que eu não atualizei o blog na semana passada, mas a real é que estou sem PC em casa. Daí a net do trabalho também decidiu não ajudar!

Sim sim, eu sei que o dia da _feijoada_cultural_ foi ontem mas, (lá vem outra desculpa) ontem decidi fazer algo diferente para a receita, algo que realmente eu nunca tinha feito, mas, eu não sou um gourmet e a primeira receita, ficou tão ruim que me deu vergonha de posta-la, até que chegou a noite e decidi.

Vou fazer essa receita, custe o que custar!

E ela saiu. Gente ficou tão lindo. E o cheiro?! Nossa fazia tempo que não cozia algo tão cheiroso... então hoje, após uma ardilosa aula com meus pupilos. Me sentei no PC do escritório, (hoje ele ta numa boa comigo), e estou aqui disposto a compartilhar com vocês o que foi meu JANTAR/CAFÉ DA MANHÃ.

A receita de hoje é...

BOLO DE LEGUMES
(Calma gente, de primeira parece estranho, mas garanto a delicia que é a receita)
  • 1 xícara e 1/2 de leite
  • 1 xícara e 1/2 de óleo
  • 2 ovos
  • 2 colheres (sopa) de queijo ralado
  • 1 xícara e 1/2 de legumes cozidos (cenoura, chuchu, abobrinha e outros que gostar)
  • 1 tomate picado
  • 1/2 pimentão (se gostar)
  • cheiro verde e tempero a gosto
  • farinha de trigo (o necessário para dar liga a massa)

Modo de Preparo

  • Bata todos os ingredientes no liquidificador. Coloque em uma forma de bolo inglês ou redonda com buraco no meio, untada e enfarinhada. Leve para assar em forno médio, por 25 minutos. Desenforme e sirva ainda quente.



Tudo bem, eu entendi! Alguns de vocês estão chateados e até me cobraram pelo twitter e e-mails pela falta do post da última semana, então, conforme prometido a receita dessa semana ganha um ‘plus’ e acompanha um Suco.


SUCO DO TEMPO

(recebe esse nome pelo ‘Maracujá’ que acalma e faz o tempo correr sem pressa no organismo, o ‘Kiwi’ que combate a depressão, stress, e fortalece o sistema imunológico e finalmente o ‘Morango’ que é um anti-oxidante fortíssimo ajudando assim na prevenção do desgaste celular e das futuras rugas)

  • 2 Maracujás
  • 2 kiwis
  • 4 Morangos
  • 1 colher de Linhaça
  • 300ml de Água
  • Açúcar Mascavo ou Mel (à gosto)
Modo de Preparo

  • Bata as Frutas, a Linhaça, junte o Adoçante de sua preferência e a água e bata novamente até a homogeneizar o líquido. A dica é não coar o suco, para que tu absorva ao máximo as fibras da linhaça e da semente de maracujá.

Bem, agora é a hora da minha dica cultural para a semana, e essa é pra quem quer curtir miudinho... pra quem curte reggae. Ontem me foi “apresentado” um álbum do Bob Marley que eu não conhecia então a dica vai para que vocês também conheçam o álbum...

“Catch A Fire" (Deluxe Edition) – BOB MARLEY

Este álbum disponibiliza, pela primeira vez as gravações originais de puras sessões de 1972. Estas versões são mais cru e mais poderosas, revelando a verdadeira natureza da música pela primeira vez. Essas faixas têm uma proximidade que não existia nas versões originalmente lançadas, e os fãs de longa data de Marley e The Wailers, acredito eu, se sentem como se tivessem tropeçado sobre o Santo Graal do reggae. Há também duas canções inéditas que para nós, os fãs, vale a pena possuir.

O principal problema com este álbum, é que você pode pensar duas vezes antes de comprá-lo, é que há apenas oitenta minutos de música sobre o conjunto de dois discos, que são vendidos pelo preço total dos dois CDs. (isso é totalmente superável pra quem gosta de um bom download). A The Wailers gravou extensivamente no período anterior ao "Catch A Fire", e talvez algumas dessas faixas (muitas das quais são excelentes) poderia ter sido licenciado pela Universal Os Fãs de Bob Marley e The Wailers que ainda não conheciam o álbum irão adquirir este pacote sem pensar duas vezes, o CD "Catch A Fire" resume-se em uma brochura da Edição Deluxe que inclui toda a arte original e umas fotos bem raras, bem como letras de música, mas o ensaio é de segunda classe e chatinho.


Bem, espero com isso ter cumprido com minha _feijoada_cultural_ de hoje (quero dizer ontem) e já posso adiantar algo... em breve teremos mais novidades e novas programações no blog. Afinal de contas

Novidades... Seria ótimo!